Voraz

Uma imensidão Quase sem fim Dentro de mim. Seu corpo se expande Alastra-se Quando invade o meu. Como pode um olhar tão sereno Esconder tanta força? Como pode um homem Ir tão longe Por dentro de mim? Toma meus espaços Escorrega Preenche entranhas Passeia por minhas nuances Aninhando-se E se…

Leia mais

  • Arquivos