Frequência

Seguindo a natureza

Seguindo a natureza

Semanas sem movimentar este blog e quanto mais eu penso nisto mais eu me cobro. Porém não adianta… Não posso querer seguir as regras do imediatismo moderno, publicando textos diária ou semanalmente se não vejo em mim nada a dizer em tantos momentos.
E isto por si só, já é algo bom. Para mim, significa que saí das turbulências. Não estou estagnada numa crise depressiva, nem absorta em uma fase de euforia. Apenas estou, em fase nenhuma.
Agora estou conseguindo acompanhar meus filhos, consegui gravar um vídeo de meu caçula andando de bicicleta! “Nossa! Que excitante!”, pode dizer você, leitor. Porém é uma vitória sim, para quem não abria nem a janela do quarto, não pisava fora dele.
Então não é complicado: quando eu não estou por aqui, ou estou em um momento depressivo, ou estou bem porém sem ideia nenhuma para trazer a vocês, então opto por ficar calada.
Quando conseguir ter ideias novamente, passando esse período de inércia mental, voltaremos a nos comunicar. Espero que em breve!
Para isso, sigo o compasso de minhas ondas e respeito minha maré.

2 Comments

  1. Fantástico esse seu momento!!! Talvez podemos chamar de equilíbrio ou mesmo um “simples ” e surpreendente momento de viver!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Arquivos