Maldita

Eu sigo

ela fica.

Eu parto

ela permanece,

involuntariamente,

por gerações.

Intocável

tal qual anjo do mal,

é como tatuagem distorcida

em meus descendentes.

Nada pior para me representar,

uma marca de destruição

e dor

em meio a preconceitos

e solidão.

É o que deixo

sem ser consultada.

É o que me deixa

completamente louca

de ódio de mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Arquivos