Convivendo com a inconstância. Afinal, quem sou eu?

Entre tantos inconvenientes causados pela bipolaridade um dos que mais me incomodava era conseguir entender o limite entre minha personalidade extrovertida ou uma crise de mania (euforia). Sempre fui daquelas que saem com as amigas para dançar e mesmo tomando só água a noite inteira sou a primeira a entrar na pista de dança e uma das últimas a sair, mesmo que algumas vezes dance sozinha mesmo.
Mas eu fiz coisas malucas que na hora eu nem percebia que estavam me olhando diferente (hoje percebo), passava dos limites. Dancei frevo aos 8 meses de gravidez! Hoje vejo o perigo, na hora isso nem me passou pela cabeça. Saltei de paraquedas duas vezes (sem ser agarrada no instrutor). Saí para levar a cachorra para passear, centenas de vezes, duas ou três da madrugada. Medo? Nenhum. Eu estava acelerada e não sabia, achava apenas que era corajosa. Nesses momentos eu era uma adulta com algumas semelhanças a um adolescente: coragem exacerbada, libido à flor da pele, impulsividade demais e impaciência.
Mas nada disso afeta a inteligência, o QI, por isso, por exemplo, era fácil conseguir uma vaga de emprego: eu era confiante, sagaz, extrovertida, amava desafios e tinha facilidade para liderar equipes (também trabalhei como gerente de vendas). Pronto, era contratada.
O problema era me manter mais de dois anos no emprego. Enquanto minha real personalidade me guiava estava tudo ótimo, mas quando vinha a mania e situações ridículas, ou a depressão e a chama se apagava, minha demissão era certa. E isso acabava ainda mais comigo. Mas… As empresas precisam de eficiência, não de depressão entre os funcionários.
Por isso entendo que a depressão será, daqui a cerca de 15 anos, a doença mais incapacitante do mundo (segundo dados do site de Dr. Drauzio Varella).
Eu sei o que é isso… e o que é ser julgada por parentes por não conseguir parar em empresa nenhuma… e como é pesado sentir a culpa de me ver, simplesmente, incompetente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Arquivos